A Cronologia de um Império

Um Grande Império que definiu, em muito, as bases da hoje conhecida "Civilização Ocidental" ! Essa máquina de guerra foi de um de Rômulo a outro Rômulo, ironicamente ! Saiba um pouco mais sobre a cronologia deste Império.



Roma de Rômulo a Rômulo




A cidade fundada há 2700 anos por Rômulo se transformou no maior império da história. Depois veio a decadência, e no ano 476 o último rei, Rômulo Augustulo, foi deposto pelos invasores bárbaros
por Reinaldo José Lopes e Mário Araújo

O império romano não foi o mais longo de todos os tempos. Nem o maior. Mesmo assim, ele é o mais importante de todos, porque influencia até hoje as mais variadas culturas. Pense no Brasil. O país é uma federação, que tem um conjunto de leis superior, a Constituição, e vários outros que organizam a nossa vida – como o Código Civil ou a legislação de impostos. Além disso, em muitas coisas os estados e as cidades podem decidir o que fazer por conta própria. Como se não bastasse, falamos português, uma língua derivada do latim. E tudo isso é influência de Roma.

Acha pouco? Pois a própria noção de “império” foi inventada pelos romanos. “A palavra vem do latim imperium e significa ‘competência de poder’”, diz o historiador Marcos Caldas, da Universidade Federal Fluminense. “No início, o termo não tinha relação com o tamanho do território. Aos poucos, o poder dos romanos foi penetrando na vida jurídica e civil, e contribuiu para que, mais tarde, surgisse a figura do imperador”.

A.C.

753 - Diz a lenda que a cidade foi fundada por Rômulo, filho de Rea Silvia, rainha da cidade de Alba, com o deus Marte. Usando um arado, ele desenhou os limites de Roma. No começo, a cidade é governada por um rei.

509 - A cidade se dividia entre os patrícios, que tomavam todas as decisões, e os plebeus, que não tinham direitos. Quando o rei Tarquínio tentou distribuir o poder, foi deposto e a monarquia acabou.

326 - Surgem as primeiras grandes obras: o Circus Maximus; o primeiro aqueduto, que distribuía água para todas as casas, e a Via Appia, uma grande avenida que permitia a movimentação de tropas.

275 - Começa o período de conquistas. Roma domina as cidades gregas do sul da Itália e agora controla o país inteiro.

218 - O maior inimigo de Roma, a cidade de Cartago, do norte da África, invade a Itália. O comandante Aníbal vence três grandes batalhas.

149 - Depois de ocupar a Espanha e derrotar Aníbal, Roma destrói Cartago. A cidade ficou em ruínas. No mesmo ano, as tropas romanas conquistam a Grécia. Em 133 a.C., assume o controle total do mar Mediterrâneo.

73 - Um gladiador chamado Spartacus lidera uma rebelião de escravos, que constróem uma vila aos pés do monte Vesúvio. Ele vence o exército romano sete vezes, antes de ser derrotado.

63 - A Palestina é anexada a Roma, que passa a controlar Jerusalém.

60 - Dois generais inimigos, Júlio César e Pompeu, se unem ao rico comerciante Marcus Crassus e passam a chefiar o governo.

49 - Quando Crassus morre, os dois generais entram em guerra. César vence e se declara ditador.

47 - César invade o Egito e proclama Cleópatra como rainha.

45 - O ditador contrata o astrônomo egípcio Sosigenes para criar um novo calendário de 12 meses.

44 - César é assassinado por um complô do senado, liderado por seu sobrinho e filho adotivo Marcus Brutus. Ao descobrir a conspiração, ele teria dito ao traidor a famosa frase: “Até tu, Brutus, meu filho?”.

31 - Eleito seu sucessor, Otávio luta contra os generais romanos para assumir o poder. Em 27 a.C., ele ganha o título de Augustus e determina que os imperadores devem se chamar César. Nos 41 anos de seu reinado, Otávio acaba com um século de conflitos e inicia um período de 200 anos de paz e prosperidade, a tal da Pax Romana.

30 - Derrotada em seu complô ao lado de Marco Antônio para derrotar Otávio, Cleópatra comete suicídio e o Egito é anexado ao império romano.

8-4 - Jesus nasce em Belém. Nesta época, o império tem cinco milhões de habitantes.

D.C

37 - Com a morte do imperador Tibério, assume em seu lugar Calígula. Ele transforma seu cavalo Incitatus em senador e manda esculpir sua própria cabeça em todas as estátuas de deuses de Roma. É assassinado 4 anos depois.

43 - A ilha da Bretanha é dominada.

64 - O imperador Nero incendeira Roma e bota a culpa nos seguidores do cristianismo. Até cometer suicídio, em 68, Nero aumenta a perseguição aos cristãos.

70 - O imperador Tito destrói Jerusalém. Os judeus fogem e se espalham para a Armênia, o Iraque, o Irã, o Egito, a Itália, a Grécia e a Espanha.

79 - O vulcão Vesúvio entra em erupção e soterra as cidades de Pompéia e Herculano.

117 - Sob o governo de Trajano, o império alcança seu maior tamanho.

303 - Com o número de cristãos atingindo 15 milhões dos 60 milhões de habitantes do império, Diocleciano promove uma nova grande perseguição.

313 - O imperador Constantino acaba com a guerra contra os cristãos e declara que o império não tem mais uma religião oficial. Em 330, constrói a cidade de Constantinopla, que hoje se chama Istambul e é capital da Turquia.

337 - Depois da morte de Constantino, seus filhos racham o império em três partes.

452 - Liderados por Átila, os unos invadem a Itália.

455 - A tribo dos vândalos saqueia Roma.

476 - Uma tribo de bárbaros germânicos derruba Rômulo Augustulo, o último imperador romano – que na verdade era um garoto assustado de 15 anos. É o fim. Sobra o reino Oriental, com Constantinopla como capital.

846 - No auge da decadência, Roma é apenas uma vila de 17 mil habitantes.

1453 - Os turcos otomanos invadem Constantinopla e acabam com o Império Romano do Oriente.

Fonte: Aventuras na História - http://historia.abril.com.br/cotidiano/roma-romulo-romulo-435243.shtml
Copyright© 2010-2017 HISTOSOFIA - modelo por Jason Morrow