A Biblioteca de Alexandria - Cosmos


Caro estudante ávido pelo conhecimento! Gostaria de deixar aqui um breve comentário sobre um trecho que indico como interessante para se saber mais sobre o Mundo Antigo. No caso aquele que trata da Biblioteca de Alexandria apresentado na série Cosmos.

Sem dúvida essa foi uma série que nos anos 80 possibilitou que muitas pessoas, leigas em ciência/astronomia, pudessem compreender melhor tão fascinante assunto, principalmente pela fácil narração/explicação feita pelo astrônomo Carl Sagan. Posso garantir que essa série despertou muitas pessoas para a vontade de se conhecer melhor a nossa ciência, sendo eu uma delas.

Feita a apresentação, gostaria de dizer que o trecho que proponho para que vocês assistam contém um pequeno problema na narrativa histórica. Com isso, quero dizer que em um determinado momento, no final da parte I, Carl Sagan apresenta a Idade Média como sendo a Idade das Trevas quando ele diz que:

“Os cientistas da Antiguidade deram os primeiros e mais importantes passos nessa direção (do conhecimento do Cosmos) antes que a civilização deles desintegrasse. Mas após a Idade das Trevas, foram as obras destes eruditos, concebidas aqui (na Biblioteca de Alexandria), que tornaram possível o Renascimento, influenciando assim profundamente a nossa cultura. Quando no século XV, a Europa finalmente despertou de seu longo sono, utilizou os instrumentos, as obras e os conceitos estabelecidos aqui há mais de mil anos”.

Só para ficar claro. Estudos recentes mostram que durante toda a Idade Média, apesar do que se dizia na época que Carla Sagan estrelou a série, a ciência e a tecnologia não desapareceram ou morreram ! Havia, na época da série, uma noção errada, muito influenciada por um preconceito da época do Renascimento, de que durante o período medieval nada fora feito de importante no campo da ciência. Hoje sabemos, por exemplo, que foi neste período que “nasceu a álgebra. Os primeiros engenheiros inventaram os moinhos, que impulsionaram a siderurgia e acabaram abrindo caminho para a futura Revolução Industrial. Também no período foram erguidas as surpreendentes catedrais góticas e foram criadas as primeiras universidades”. (Giovana Girardi – Revista Scientific American nº 1 – especial: A Ciência na Idade Média).

Agora sabendo disso fica difícil concordar com Carl Sagan quando ele fala em TREVAS ou em um LONGO SONO para se referir a Idade Média. No mais, ainda continua sendo uma apaixonante série que vale a pena ser assistida por completo !
Copyright© 2010-2017 HISTOSOFIA - modelo por Jason Morrow